sábado, 10 de março de 2018

TRIBUTO AO CARLOS LEITE RIBEIRO - ANTOLOGIA CEN (MARÇO 2018)

  



Fundação:15 de Julho de 1998 

Homenagem Póstuma ao Presidente Fundador 
do Portal CEN    - "Cá Estamos Nós"
A  Maior Ponte Literária Entre Portugal e Brasil


Parceiro: CCMB - Centro Cultural Maria Beatriz de Laje do Muriaé (RJ) – Brasil




Tenho certeza que Carlos Leite Ribeiro deixou um legado de seguidores, plantou muitas sementes que continuarão seu trabalho aqui na terra por uma infinidade de gerações e assim, ele continuará vivo em nossos corações. O amor faz perdurar a imagem ou a figura de quem cerrou os olhos para sempre.

CARLOS, no dia 05 de março, você completaria 81 anos, nunca pensei que fosse um dia lhe homenagear com tantas lágrimas de saudades. Foi muito difícil para mim, concluir a formatação dos textos dos ilustres autores e colaboradores do CEN, cada texto lido lágrimas banharam o meu rosto, emoções contidas em cada verso, como se todos lhe conhecessem pessoalmente, como se todos morassem na mesma casa, na mesma rua de Carlos Leite Ribeiro, uma família construída no amor que você sempre dedicou a todos, a Família CEN. O mesmo amor que todos os autores lhe dedicaram em vida derramaram em versos para lhe homenagear. Fortes emoções, forte sentir que me impediram de colocar no ar este trabalho em sua homenagem neste dia 05 de março, os dedos estavam trêmulos que me impediram digitar, os olhos em lágrimas que me impediram enxergar na tela do computador.  Só agora consegui me recompor e trazer para esta grande casa literária os belíssimos escritos dos ilustres poetas e escritores, banhados de amor e saudades para lhe homenagear.

 Sinto-me honrada e agradecida a Deus, por ter me dado o privilégio de conhecer este grande homem que com coragem e perseverança construiu a grande ponte literária unindo os  poetas de Portugal e do Brasil, hoje  acolhendo também os poetas da  África abrigando mais tripulação poética, juntos desta imensidão literária, espalhando versos aos quatro cantos do mundo. E por agora repentinamente o nosso mestre Carlos Leite partiu... Viajou para um lugar bem longe e para os seus filhos das letras deixou grandes ensinamentos, deixou um grande legado, um legado imortal, o Portal CEN – Cá Estamos Nós, que através dele uniu os povos e distribuiu saberes, respeito, carinho e amizade.

Querido amigo imortal, você  viverá para sempre em nossos corações! Que Deus te cuida com carinho, mostando sempre o melhor caminho. Descanse em Paz!

Sinceros agradecimentos a todos os autores e colaboradores CEN, que aqui estão presentes nos seus escritos em homenagem póstuma, ao presidente fundador do Portal CEN – “ Cá Estamos Nós”. 

Um grande abraço a todos!
Maria Beatriz Silva
Vice-presidente do Portal CEN - Portugal
Assessora do Intercâmbio Cultural CEN
Diretora fundadora do CCMB - Brasil
Brasil/Portugal


CARLOS LEITE RIBEIRO

 (Prof. Mestre em História e em Geografia) 
www.carlosleiteribeiro.caestamosnos.org


Carlos Leite Ribeiro - nasceu em Lisboa, na freguesia de São Jorge de Arroios, no dia 05 de Março de 1937 . Mora desde Setembro de 1967, na Marinha Grande (Leiria – Centro de Portugal). Prof. Mestre, fez Curso de Educação Física (1962), Curso Geral de História (Politécnico 1964) com Mestrado em 1976, Curso Geral de Geografia (Politécnico 1967) com Mestrado em 1984 entre outros cursos não oficiais: 8 Cursos de Radiodifusão (1986 a 1992). É Idealizador do Portal CEN – “Cá Estamos Nós”, fundado em 15 de Julho de 1998. Membro Honorário e de Honra da ALMECE – Academia de Letras Municipais do Estado do Ceará (Brasil);  Participou em várias coletâneas e tem dois livros impressos, e obras publicadas em ebook-digitais.


Prêmios da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo:
Livros e e.book: 
Três Grandes Encontros de Escritores, no Brasil:

Vilma Matos

Reportagem com Vilma Matos veiculada a TVC do Estado do Ceará
no dia 03 de março, aborda homenagem ao Carlos Leite Ribeiro. A emissora disponibilizará este vídeo no YouTube.


Fotos (arquivo Vilma Matos) tiradas no I Encontro de Escritores do Portal CEN, em Fortaleza, Ceará, Brasil, em maio de 2004 e II Encontro de Escritores do Portal CEN em 2016 no Rio de Janeiro, Brasil.


Carlos Leite Ribeiro e Vilma Matos
Francisco Lima Freitas e Carlos Leite Ribeiro

Francisco Lima Freitas e Carlos Leite Ribeiro
Professor Carlos Leite Ribeiro e Professor Celestino Sachet
Eliane Arruda e Carlos Leite Ribeiro

Vilma Matos


 


Maria Vilma Matos Peixoto

Um fato curioso despertou minha atenção, senão vejamos: Ocorreu que, no dia 27 de dezembro p.p  estávamos velando o corpo do estimado, inesquecível, amigo, presidente da ALMECE - FRANCISCO LIMA FREITAS e, com apenas um mês, ou seja, no dia 27 de janeiro 2018, estava sendo sepultado o corpo do estimado e também inesquecível amigo e presidente do Portal CEN CARLOS LEITE RIBEIRO.  O dois incentivadores e dedicados ativistas da cultura, da literatura em língua portuguesa, com dedicação e muita abnegação fizeram com que as duas instituições literárias e culturais, a citar, Academia de Letras dos Municípios do Estado do Ceará – ALMECE e Portal CEN – ¨Cá Estamos Nós¨ crescessem até se agigantarem, fazendo com que eles se agigantassem, juntamente, com suas instituições.

Parabéns FRANCISCO LIMA FREITAS! Parabéns CARLOS LEITE RIBEIRO! Fiquem certos, o que vocês construíram, nem os terremotos, os tsunamis causados pela preguiça, inveja, mesquinheis e maldade humana conseguirão derrubá-las, porque vocês, na hora das construções utilizaram os tijolos retirados dos seus próprios corações, onde as palavras se transformaram em concretos e sangue em água. E é, exatamente, por isso, que nas pré-faladas instituições comportam infinidades de seguidores e agregados. Com o passar do tempo, esses agregados e seguidores foram promovidos a filhos e filhas. Finalizo esse texto, com a certeza de que, sou um dessas filhas! E você o que diz?

Espero que vocês dois se encontrem nesse outro lado da vida e comecem logo uma digna e honrosa parceria, em prol da justiça, da paz e do amor aqui, no PLANETA TERRA. Lamentavelmente se encontra a cada dia, mais carente de amor, paz e luz!!!

POR: Maria Vilma Matos Peixoto
               Organizadora e patrocinadora do I Encontro de Escritores do Portal CEN - ¨Cá Estamos Nós¨
                Membro efetivo da Academia de Letras dos Municípios do Estado do Ceará – ALMECE ( instituição anfitrião do I Encontro do Portal CEN).



Antonio Cabral Filho

CARLOS LEITE RIBEIRO: CÁ ESTAMOS NÓS !!
  
O PORTAL CEN - Cá Estamos Nós, perdeu seu fundador. Carlos Leite Ribeiro partiu para o repouso merecido em 26 de janeiro de 2018. Deixou uma obra imensurável, construída no cotidiano do intercâmbio desenvolvido por ele através de uma iniciativa pioneira no âmbito cultural. O PORTAL CEN, uma ponte para a lusofonia, como ficou definido, iniciou e desenvolveu-se muito mais do que o imaginado, pois Carlos Leite Ribeiro começou a convocar escritores de todos os segmentos literários e passou a editar Antologias, ininterruptamente. Uma de suas mais recentes iniciativas foi a série "Brincar Sem Abusar", que pretende divulgar contos a partir um tema dado por ele em seu texto inicial. Felizmente, fui incluído no 1º Bloco, dando continuidade à estória por ele criada, que pode ser conferida aqui...

Mas a vida de Carlos Leite Ribeiro não se reduz a um certame literário e vai muito além; poderia dizer que se trata de uma epopeia literária, imensamente completa e diversificada, uma vez que escreveu e editou tudo e a todos. 
Porém, para mim, nada vai superar o PORTALCEN - Carlos Leite Ribeiro, uma marca litero-cultural da qual faço parte. Fui admitido em 2012 e desde então seguimos publicando e divulgando mutuamente nossa língua e nossa produção literária por todos os confins da lusofonia. Sei que será muito difícil para todos nós, colaboradores, seguir sem o Pai do Projeto, mas o que estiver ao meu alcance, está à disposição dos demais companheiros.

O conjunto de suas atividades e projetos foi resenhado pela nossa Vice Presidente Maria Beatriz e está à disposição de todos aqui 



TRIBUTO A CARLOS LEITE RIBEIRO:
CRÔNICAS LUSÓFONAS


(Hoje, a minha luz do dia, é Carlos Leite Ribeiro,
farol da lusofonia, imbatível companheiro.)

Em 2012 eu estava desenvolvendo pesquisas sobre literatura de língua portuguesa e seus alcances, buscando compreender até aonde ela chegava, e nessa busca descobri o site Cá Estamos Nós - Portal CEN. Assim, sem ter uma ideia de suas dimensões, enviei um e-mail, todo desajeitado, sem saber, sequer, se teria resposta. A mensagem foi parar na secretaria do Portal CEN e recebi uma proposta de filiação, na prática uma entrevista, aonde o candidato vai respondendo tudo, sobre si e suas aspirações. 


Como bom mineiro, não me fiz de rogado: larguei o verbo! Respondi a todo tipo de questão colocada, sem medo nem pretensão de "fazer tipo". Ou seja, me coloquei realisticamente, sem bisbilhotar as posições estetico-filosóficas em questão. Ao findar, disse cá com meus botões: das duas uma, ou calça de veludo ou tudo de fora!

Mas para minha surpresa, a resposta veio imediata, convidando a enviar trabalhos, resumo biográfico, fotos, capas de livros, pois seria feita uma página com diversas divisões expondo o meu material. Sinceramente, senti-me homerizado, pois uma dádiva dessas fora do Brasil, e logo em Portugal - para mim, basta na Europa - a Pátria da minha língua, Terra de Camões, o centro de uma das literaturas mais fortes de todo o mundo, era sim um sonho que estava se realizando. 

Não se passaram três dias e a conclusão do trabalho foi postada em meu e-mail, fornecendo orientações para fazer a divulgação, o que deixou-me eufórico, e pus-me a remeter o link principal da página a milhares de amigos, não só no Brasil, mas também em todo o mundo da lusofonia, uma vez que através da minha pesquisa em andamento, aproveitava para fechar contatos, fazer amigos, estabelecer ligações com as pessoas, instituições e projetos com pontos de identidade comuns. Isso se prolongou, pois algumas pessoas em África, principalmente, reproduziram a divulgação e ainda hoje recebo e-mails de novos contatos buscando intercâmbio comigo sobre a promoção cultural no Brasil.

Mas uma vez refeito do primeiro contato, fui conhecer o Portal CEN na essência, e pude perceber que não se tratava de apenas um troca-troca de poemas, livros, textos e informações, como acontece com a maioria, mas um verdadeiro centro de pesquisa e circulação de ideias e projetos, todos dedicados à Lusofonia no seu conjunto, envolvendo literatura, história, cultura, com edição e circulação encadeadas, tudo ocorrendo em sincronia, e sob a batuta de uma pessoa extremamente dedicada, chamada Carlos Leite ribeiro, um pioneiro da integração dos valores da cultura lusófona.

Nesse momento, a minha curiosidade se acendeu e fui tentar entender quais as aspirações desse senhor, por que se dedicar de corpo e alma à promoção de algo tão complexo, como a Cultura Lusófona. Inicialmente pensei que o Senhor Carlos Leite Ribeiro fosse mais um desses lunáticos apolipticos que querem agarrar o mundo à unha, sem ter a menor noção das suas complexidades e acabam dando com os burros n'água, deprimido e abandonado na beira da estrada das utopias. Mas que nada! Aos poucos fui descobrindo suas pesquisas, seus textos, sua força de propósitos, ou seja, seu Ideal: a promoção da Lusofonia, em toda a sua completude. 

De 2012 até agora, não pude fazer muito pelo Portal CEN, além de colaborar com a divulgação, tanto dos projetos como das obras realizadas. Mas tenho me disponibilizado com meus parcos recursos, seja divulgando a minha página seja repassando as informações que me chegam, para conduzir mais amigos ao Portal CEN, na esperança de que cada aniversário seu seja uma festa de realização. Por isso, neste 18º Ano do Portal CEN espero que seu Fundador e Presidente Carlos Leite Ribeiro se veja como um homem realizado, propulsor de uma obra que não gostaria de ver largada de lado, mas fortalecida pelos esforços de mais CONDUTORES com a verve e a noção de rumo do seu inspirador. Por isso, quero deixar aqui o convite para que me visitem no Portal CEN à Página Antonio Cabral Filho...

E venham se juntar a esta jornada de conquistas culturais.



TVC DO ESTADO DO CEARÁ

Papo literário homenagem a Carlos Leite Ribeiro
Assista no no YouTube 

André Anlub®

Grato aos amigos da CEN
Realmente uma perda enorme!

Abraços com muito carinho e meu desejo de força e fé aos amigos e parentes de Carlos Leite Ribeiro. Dedico este meu singelo texto poético ao amigo que fez a passagem. Fique na luz, Carlos, ao lado de muita literatura, almas iluminadas, muitas poesias e poetas.


DAS LOUCURAS (O MAR... NÃO PODERIA DEIXAR DE FALAR!)

Não tenho explosão de pitiatismo,
Mas pesa ficar longe dele;
Causa no peito um aperto
E apelo pelo pleito de estar bem ou mal.

Sinto um sacrifício bom e lícito
Quando finjo afogar-me – afundo nele.
E assim não mais inciso na alma
A inópia pela falta de seu sal.

Nas lacunas entre as felicidades e as tristezas,
Com absoluta certeza, ele estava lá.
Como espelho da noite, coroa de toda a realeza...
Mar esperando a Lua para saber com clareza como atuar.

Nos sorrisos abertos,
Nas lágrimas vertidas,
Nas noites divertidas,
Travesseiros ensopados...
E pardos não são só os gatos,
À noite, ele estava lá.

Mar de perfeitos sonhos,
Folclores, tesouros e viços.
Oceano dos nautas, vikings,
Corsários e navegadores fenícios.

Minha maré de amores lendários,
Imaginários, antigos.
Um beijo aos amores concretos,
Ambíguos, discretos e vivos...
Interminável poesia que em toda alma habita.

Falo bem claro que a paixão é antiga,
Desde pirralho maroto.
Tinha baldinho de baleia,
Castelos, corridas de tampinhas na areia.
Tinha futebol, frescobol,
As corridas na areia fofa,
A farofa, o bronze no corpo e as garotas.
Mas o verdadeiro motivo de ir à praia
Era definitivamente pegar suas ondas.

Mar: exponho meu anseio em te ver...
Ondas: a reprodução do seu contorno.
Praias me aguardem – vou expresso:
Sei que assim há mais doce no desejo em viver.
Ondas: quero na tua tez ser adorno,
Não foi abandono – eu confesso:
Não sei como suportei ficar sem vocês.

André Anlub®
(3/2/18)


 André Anlub:  é entusiasta pelas artes com uma obra no acervo permanente do MAC (BA).  Autor de sete livros solo e coautor em mais de cem antologias poéticas, com seu o mais recente livro solo de 2017 patrocinado pela Darda Editora. Conselheiro na Associação Cultural Poemas à Flor da Pele (RS) e Revisão e Marketing na Editora Becalete (SP). Membro e amigo do Grupo Editorial Beco dos Poetas. Membro vitalício da Academia de Artes e Letras de Iguaba (RJ) e Correspondente das seccionais da Bahia, São Paulo, Goiás e do Núcleo de Letras e Artes de Lisboa (PT).  Prêmios: Personalidade 2013 (Artpop), Qualidade 2014 (Braslider), Maestro Wilson Fonseca 2015 e Destaque na Cultura 2016 (ALuBra), Certificado de Mérito Cultural 2015 e 2017 (Editora Futurama), Comenda Conde de Figueiró 2017 e Prata da Casa 2017 (Embaixada da Poesia).

 Site: 
Adriana Garcia

AMIGO PARA SEMPRE

O viver nos ensina
Não importa a distância
Tem uma energia na atmosfera que nos fascina
Muito antes a essência da escrita nos envolve  suave fragrância

Eternamente quando de verdade um amigo se faz
Nada separará o elo que os uniu
O criador nos reúne nos versos da paz
Mesmo que esse amigo para longe partiu

Em outra esferas siderais
O legado da escrita continuará
Somos imortais
Amigos sempre não importa onde estás

Um amigo é elo de união
Quem tem um amigo
Planta flores usando o dom benedito da candura que move a mão
Por versos escritos é luz no caminho sem medo de perigo

Amigo parte de um imenso jardim
Foste tu a primavera mais florida
Um amor de jasmim
Amigos sempre nesta ou em outra vida


Adriana Garcia
17/02/2018




Ana Luzia Moura Nunes
Feira de Santana (BA) – Brasil

Um poeta não se vai...
E o poeta saiu versejando por aí...
Com certeza deve estar perfumando algum jardim.
Saudade leva o corpo, mas não seus escritos.
Nas palavras que deixou
Eternizou seu amor...
Pois, poeta não se vai
Apenas nos distrai,
E transformando-se em aguarrás...
Compõe a tinta de seus escritos
no azul do infinito!

Para Carlos Leite (in memorian)
Ana Luzia Moura Nunes

Ana Maria Nascimento
Aracoiaba (CE) - Brasil

TRIBUTO A CARLOS LEITE

Carlos Leite Ribeiro foi chamado
por nosso Grande Mestre Salvador
para tornar-se um Anjo Protetor
no Templo de Jesus, o Venerado.

Manteve seu viver sempre pautado
na justa correnteza do primor,
sem nunca deslembrar o grado amor
mantido no caminho abençoado.

Assim, usando o modo fraternal
tornou-se uma pessoa tão querida
no PORTAL CEN, de fato especial.

A sua repentina despedida
de nossa convivência universal,
sempre será por todos nós sentida.

Ana Maria Nascimento

Augusto Cabral

A NOITE DE UM POETA TRISTE

Saudades eternas, saudades demais.
Adeus professor. Com pesar me despeço!
Uma prece é o melhor que eu lhe ofereço:
Deus te abençoe neste outro endereço,
Além da morada no meu coração.
Descanse em paz! Você partiu, você merece.
E é com tristeza e emoção que cá estamos nõs;
Sós, trilhando os caminhos que abriu para nós.

Em momentios assim, um poeta escreve,
Tentando encontrar palavras ao vento...
Escreve e descreve, sem nada escrever.
Resume na alma o que vem lá de dentro.
Não existem palavras, nem mesmo ao vento;
Apenas as leves respostas em greve:
Saudades eternas, saudades fraternas...

Este vídeo resume tal estado de greve, quando se perde um ente querido:


Carolina Ramos

TRIBUTO A CARLOS LEITE RIBEIRO

            Quando alguém nos bate à porta e estende a mão a pedir-nos permissão para uma entrevista, sempre haverá certo retraimento caso não haja entre nós e aquela pessoa que espontaneamente nos procura, uma aproximação anterior. Nada mais nada menos,  que a chave do nosso pensamento é o que esse alguém nos pede, para assim chegar mais perto da alma a ser desvelada através de perguntas já engatilhadas.

             Foi justamente isto o que aconteceu quando, há alguns anos, Carlos Leite Ribeiro, fez-me, por e-mail, convite para uma entrevista, o que recebi com certa reserva,  apesar de sua  meritória ação a unir cultores da prosa e da poesia de Portugal e do Brasil, ser acompanhada por mim, via Internet, o que fazia crescer minha admiração pelo seu trabalho fraterno e cultural. Entretanto, logo à primeira pergunta, essa reserva foi quebrada, permitindo-me que, plenamente à vontade, conversasse com o meu entrevistador, qual amigos de longa data.
Com sua costumeira afabilidade, Carlos Leite Ribeiro, convidou-me logo de início, para que falasse sobre a minha Santos, derrubando assim, qualquer entrave cerimonioso entre nós, bisbilhotando a seguir tudo o que desejava saber de mim, numa longa e minuciosa entrevista.

             Admiráveis as pesquisas, sobre os mais variados assuntos, desenvolvidas por este intelectual que não poupava esforços ao jogar luzes sobre personagens e fatos  históricos da Pátria Brasileira, por ele sempre tratada com  muito carinho e o maior respeito.

             Tão logo 2018 saltou do calendário, ainda carrancudo à sombra dos desmandos que se espalham pelo mundo, nosso caro amigo Carlos, bem humorado, lançou no vídeo aquele convite maroto a soprar nuvens escuras: - “Vamos brincar, sem abusar?”  - Este apelo desanuviador de tantas mentes, logo aceito, fez com que muitos cultores do idioma luso-brasileiro aderissem à brincadeira, passando a descrever com bom humor a fantasiosa visita de um imaginário ET à sua casa.

             Ainda ressoavam as risadas virtuais, ante o vitorioso resultado daquelas  páginas descontraídas, a serem transformadas numa Antologia, quando chega à súbita e tristíssima notícia que a todos dolorosamente magoou: -  nosso querido amigo Carlos Leite Ribeiro, sem qualquer despedida, nos deixara para sempre! Perplexos, os sorrisos foram trocados por lágrimas.

              - Que brincadeira triste a do nosso amigo Carlos!  Não dissera que era para “brincar... sem abusar”?! E quanto  abusou  de nós  o caro amigo!
Que Deus o perdoe... E o guarde em Sua Santa Paz!

Carolina Ramos

Cezar Ubaldo

DÚVIDAS

Para Carlos L. Ribeiro.
in memoria.

Quando nos perdemos ou alguém perdemos,
nos perguntamos se Deus combina com a dúvida,
e em nosso mundo interno o que o Sagrado
nele faz?!
Ao viajarmos, sem sabermos dia ou hora, perguntamos
para onde vamos e o que lá faremos quando amamos poesia?!
E ficamos sempre  a nos perguntar, mesmo do outro lado estando:
-O que sou, se não tenho respostas para o meu fim?!
E o que farei sem a minha poesia, meus livros, lápis, meu computador,
ferramentas com as quais não terei acesso, pois para onde vou não existem?!
Quiça, o vento que leva o tempo-espírito responda:-Lá encontrarás versos
cristais, puros como a alma dos anjos, a sorrir-te e a penetrar-te a luz!...

Cezar Ubaldo - Escritor, Poeta, Professor, Admirador da Música e da Dança...



Claudio Freitas

UM PASSARINHO. . .

(Carlos Leite Ribeiro)

Além da visão,
na constelação maternidade.
Onde se toca estrelas,
com as mãos,
sem tempo,vivendo a eternidade.
O passarinho seguiu sua direção,
levando consigo nosso carinho.
Legado deixado, de amor de geração em geração,
há de nos ver e sorrir em seu novo ninho.
Voa passarinho, neste infinito estado de ser,
criança de novo, pela graça de Deus nosso Senhor.
Das nossas lembranças a honra de lhe conhecer,
de dividir um pouco o nosso contigo amor.
Voa passarinho com as asas que Deus lhe deu.
Atravessa o universo como as letras de um verso.
Posto que em poesia você agora se converteu,
e como todas, são tornou se eterno .
E não se entristeça com a nossa saudade,
ainda não podemos contigo voar.
Alegre se com a nossa esperança, que a felicidade,
um dia chega, quando novamente o encontrar.
Voa passarinho, agora muito mais feliz,
ao ver o que aqui você deixou .
Voa seu destino Deus assim o quis,
assim como, feito um passarinho de volta a ele, ele levou .
E sinta nessas minhas, nossas palavras,
um entrelaçar de almas, filhos do mesmo Senhor.
Certamente as respostas que você buscava,
encontrastes na simples palavra, amor.
Amor amigo, de agradecido, de honrado, amor de saudade,
Voando e brincando entre estrelas e planetas, na torcida para nós, por nós.
Como eu sei, é que seu coração foi feito de amor, amor da bondade.

Carlos Leite Ribeiro, até um dia nobre e querido amigo,
deste seu poeta que jamais vai o esquecer.


Claudio Freitas da costa  e esposa Rosineide
Dom Moysés Barbosa

MINHA HOMENAGEM!

Conheci há tempos um grande literato,
dentre os que aprecio, é o primeiro.
Tenho  nome dele, está gravado na memória
Notável escritor, Carlos Leite Ribeiro.

Poderia escrever aqui outros versos,
dezenas, centenas e até muito mais.
Mas fui tomado por profunda emoção,
só vou afirmar: era um homem de Paz!

Dom Moysés Barbosa (2018)




 
Donzilia Martins

Tributo/ homenagem a CARLOS LEITE RIBEIRO

Não tive a felicidade de conhecer pessoalmente este grande Homem da Cultura.
 Porém, a sua imagem e palavra constante é como se tivesse vivido comigo a vida inteira.
 Um dia viajou até mim numa entrevista virtual. Que delícia! Que encantamento! Que presença! Que ternura!
 Foi com tal mestria, que mais parecia real, divinamente real!
Era um verdadeiro amigo, cavalheiro e de uma cultura extraordinária.
Um ser exponencialmente dedicado aos outros sempre na busca da perfeição de mais e melhor, com sede de sabedoria.
 Sempre presente do outro lado da linha num conforto que nos aconchegava a alma.
Organizado, atento, prestável, trabalhador, alegre, infatigável investigador sempre dando um rumo certo a todas as coisas.
Ele era um pronto arquivo, um dicionário sempre aberto, uma fonte de saber jorrando palavras. Homem com H grande cheio de amor, transbordando sabedoria por todos os poros.
 Na véspera da sua partida tínhamos virtualmente comunicado para mais uma participação com humor, histórias de encantar no seu famoso PORTAL CEN a quem numa dádiva total se entregava.
Nem a idade, nem o tempo, a doença ou o cansaço o desmotivavam para os grandes feitos de que se revestiu a sua vida, dando-se de corpo e alma às causas que abraçava.
Jamais desistia de qualquer luta ou entrave atravessado no caminho e o seu sonho ia sempre mais além, enfrentando tudo de coração puro e aberto.
Falar deste grande amigo sempre me comoverá. Não consigo as palavras para enaltecer todas as suas virtudes. Por isso vou deixar que o silencio fale mais alto do que elas. Homem generoso de raríssimas qualidades humanas hoje tão parcas e apodrecidas na humanidade.
Quando soube da sua trágica e inesperada partida, tive um choque terrível, uma surpresa de medo, um soco no coração que me deixaram abalada, é assim com as pessoas que admiramos e a quem aprendemos a amar. Elas sempre nos caminharão por dentro.
Jamais irei esquecer este grande homem e amigo de excelência que ao passar na minha vida deixou vincos de profunda admiração. O seu rasto, como um clarão de luz irá estender-se por todos os mares e horizontes entoando hinos no infinito de todas as coisas.
Ele não partiu porque ficará sempre conosco. O barco de que era timoneiro virou, mas a água não o engoliu, antes o elevou às estrelas no meio do azul.
Foi uma honra ter cruzado com este grande senhor no meu caminho. Ele guiou meus passos. Com ele cresci muito em sabedoria. Eu lia e bebia todos os contos ou criações. Quase sempre as comentava e ele me respondia agradecendo. E agora?
OBRIGADA grande amigo CARLOS LEITE RIBEIRO.
 Onde quer que estejas, e só pode ser no paraíso, continua a olhar por nós.
 Obrigada pela entrevista linda que um dia me fizeste, pelo estímulo que me davas para eu criar e entrar no mundo das palavras.
Com a minha eterna gratidão envio-te para o céu onde agora moras o meu forte e terno abraço, o meu beijo de eterna admiração

Tua sempre amiga
Donzilia Martins

Francisco Martins Silva
Uruçuí (PI) - Brasil
  
GESTOS NOBRES DE UM POETA

Olhar esperançoso,
Sorriso encantador,
Sonhador por natureza,
De mãos leves e hábeis na escrita.
Para os demais poetas,
Um grande motivador!
Amigo do conhecimento,
Grande poeta acolhedor.
Carlos Leite Ribeiro:
Um ser nobre e especial,
Com amor pela poesia,
Pela arte da escrita sempre nos encantou.

Francisco Martins Silva - nasceu na cidade de São Félix de Balsas - Maranhão. Reside em Uruçuí - Piauí. Professor, escritor e poeta. Licenciado em Geografia pela Universidade Estadual do Piauí - UESPI e pós-graduado em Pedagogia Escolar pela Faculdade de Teologia Hokemãn. Obra publicada: Um tributo à natureza pela editora Câmara Brasileira de Jovens Escritores - RJ. Recebeu a medalha de mérito literário da Litteraria Academiae Lima Barreto. Rio de Janeiro. Recebeu a Láurea troféu Maestro Wilson Dias da Fonseca pela Academia de Ciências, Letras e Artes - ALUBRA - Araraquara - SP. Tem participação em antologias por várias editoras e publicações em revistas literárias.



Gilberto Nogueira de Oliveira

Carlos Leite Ribeiro
O promotor cultural.
Um homem celestial
que nos preenche por inteiro.
Agora, do céu é o letreiro
de tanto fazer o bem.
Seu espírito está muito além.
A ninguém nunca fez mal
E sua vida em Portugal
Nunca prejudicou ninguém.

Gilberto Nogueira de Oliveira


Gislaine Canales

GLOSANDO JOSÉ LUCAS DE BARROS
Gislaine Canales

Entrar no céu sonhando

MOTE:

Sei que, deste mundo lindo,
vou sair, só não sei quando,
mas quero morrer dormindo
para entrar no céu sonhando.

Sei que, deste mundo lindo,
o meu tempo está escasso,
mas continuo sorrindo...
Sou feliz, por onde passo.

Tenho sim, plena certeza,
vou sair, só não sei quando,
vou deixar esta beleza:
o mundo, que estou amando!

Dias e noites, vão indo,
e a morte ronda por perto...
Mas quero morrer dormindo,
morrerei feliz, por certo!

Vou dormir, tal qual criança,
mil sonhos acalentando,
não perderei a esperança...
Para entrar no céu sonhando.

Gislaine Canales


Iraí Verdan

Homenagem ao saudoso e ilustre Amigo Presidente do CEN – Escritor Carlos Leite Ribeiro, pela sua súbita partida em 26 de janeiro de 2018.

Haicai

Além da Via Láctea...
A Estrela Lusófona
segue o  seu Destino.

Haicai

Estrela Cadente...
Deixa um rastro mui brilhante
para os seguidores.


Iraí Verdan - contador exercendo a profissão  em Escritório Próprio há mais de 50 anos, artista plástica em óleo sobre telas, membro de cinco Academias de Letras, título Acadêmico Honorífico de Comendadora, 4 livros individuais editados, participante de mais de 30 Antologias com outros autores, professora de Oficinas de Haicai a nível Nacional e Internacional e participante de Grêmios de Haicai no Rio de Janeiro, prêmios, Medalhas e Certificados diversos.
                                    
Magé – RJ, 22 de Fevereiro de 2018.

Isabel Furini

SEMEADURA

Esquadrinhou a essência das palavras
E semeou nas almas
A luz da poesia
e brilhantes estrelas de esperança.

Isabel Furini

Ivone Boechat

AMIGO
AO AMIGO CARLOS

Amigo - emblema
de certeza,
conforto,
abraço carinhoso;
amigo não é banco
pra solução de problema;
amigo é bondoso,
não importa
se o caminho é reto,
torto,
sinuoso;
amigo,
em qualquer tempo,
ajuda a suavizar
o peso da cruz;
palavra de fé,
esperança,
alento,
amigo ?
ponto de  luz.

Ivone Boechat

Jacó Filho

CARLOS LEITE RIBEIRO

Canto pra dizimar a saudade,
Agora que se faz crescente...
Relembro que foste pra gente,
Luminar nas artes e dignidade,
Olhaste cada um atentamente,
Somando a nossa, tua amizade...

Leitores por todo o planeta,
Elencam elogios verdadeiros...
Incluem a falta que nos sujeita,
Tua partida agora em Janeiro,
Enlutando a todos desta feita...

Reviveremos em tuas obras,
Influenciando colaboradores...
Brilhantismos tão promissores,
Embelezando as nossas horas...
Incidirás entre outros fatores,
Realimentando ética e rigores,
Orientados à luz, sem manobras...

Que o céu o receba com muita luz mestre Carlos Leite Ribeiro!
E a nossa saudade e gratidão alimentem seu bem estar
por toda eternidade! E que Deus o abençoe e o ilumine... Sempre...

Jacó Filho

Jane Rossi

Cá estamos nós
Em homenagem
Em gratidão
Cá estamos nós
Para agradecer
Quem tanto fez
Para a literatura crescer
Cá estamos nós
Unidos além-mar
Cá estamos nós
Oferecendo uma palavra
Um verso...
Para o Nobre Carlos Leite
Que hoje brilha no Universo
Cá estamos nós

  
Professora Jane Rossi - Escritora, Poeta, Antologista e Ativista cultural
Membro Honorário da AGL  -  Academia Guarulhense de Letras

José Hilton Rosa

TRIBUTO AO CARLOS

Um pássaro pousou por aqui
veio de outro lugar
veio de Portugal
com seu jeito vogal
ensinou poesia, brilhou com simpatia
percorreu em todas as vias
ensinou Maria
deu abraço
apagou fogacho
Carlos Leite pousou seu corpo
cresceu no espaço
abanou com as mãos
deixou saudade
conheceu o mundo
gritou esperança
sem deixar distancia
estreitou a paz
respeitou o amor
retumbante viajante

José Hilton Rosa
José Miguel Cumbi

MEU TRIBUTO

Tenho a alma
Esmagada na perda
Tudo são cinzas
E lástimas
Em meus paraísos
São somente escuras
Bom homem, me deixou...

Imerso...
No silêncio e na dor
E no mar de lágrimas
A morte me roubou
Tenho-te somente na lembrança
Aleluia, senhor
Paz a sua alma

José Miguel Cumbi


Le Melo

LÁGRIMAS

Lágrimas que descem
Que caminhos tecem
Pelo rosto a escorrer

Lágrimas de alegria
Sorrisos e euforia
Pelo rosto a escorrer

Lágrimas de sofrimento
De saudade e lamento
Pelo rosto a escorrer

Lágrimas de tristeza
Escondidas com sutileza
No peito...
Pra ninguém ver


Lenice Chaves de Melo Lima - ou simplesmente Le Melo, nasceu em Osasco-SP, em 1967. Formada em Pedagogia e pós-graduada na área da Educação. Escritora e poetisa, publicou dois livros de poemas “Janelas Entreabertas... de luz e paixão”, 2015, e “Poesia de Brincar, 2016, esse voltado para o público infantil.


Leunira Batista
  
HOMENAGEM A CARLOS LEITE RIBEIRO

A alma intelectiva aflorou a palavra
Com profundo conhecimento e habilidade
A sabedoria capacitou a imaginação
Fundou e Presidiu a Maior Ponte Literária
Entre Portugal e Brasil
Com uma grande abnegação.

Ascendeu a mais Alta Glória
O legítimo e verdadeiro escritor
Apaixonado pelos seus feitos
Doou-se a cultura literária com amor
Cultivou muitas sementes
Oh, colheita surpreendente!

Com as asas da intelectualidade
Pousou na praça da existência
Deixou suas memoráveis lições
Interligou corações
A palavra e a escrita enraizou
Garimpou escritores
Até quando respirou.

O literato preparou um grande legado
Viveu ladeado com a humildade
O seu adeus abraçou a sobriedade
Deixou e levou saudade.

Leunira Batista Santos Sousa - nasceu em Nossa Senhora da Glória, SE, Brasil, onde ainda hoje reside. Escritora, poetisa e jornalista. Graduada em letras Português/Espanhol pela UNIT. De Professora/Educadora a Auditora de Tributos da SEFAZ-SE, aposentada. Coautora do livro Nossa Senhora Da Glória e Sua História (1978), marco dos 50 anos de Emancipação Política. Autora do livro O Espelho da Felicidade (2014). Participou de 35 Antologias com poesias e de 13 Revistas com poesias e artigos. Membro Fundador da Academia Literária do Amplo Sertão Sergipano (ALAS), cadeira nº 3, Patrono Marcelo Déda Chagas. Membro Efetivo da Academia Gloriense de Letras (AGL), cadeira nº 16, Patrona Maria Helena de Andrade Pereira.


Lin Quintino
Belo Horizonte (MG) - Brasil
  
AO CARLOS

Dividi com ele o espaço
não o físico
mas o virtual
aquele em que as letras proliferam
e se aninham na tela.

E tinha um orquestrador
nesta sinfonia de palavras
que regia o tempo
e nos posicionava em seu Portal
  
Era o Presidente
presente nesta empreitada
e ao longo de seus 80 anos
fazia das palavras sua empreitada

Não o conheci, pessoalmente
mas soube de teus feitos
um homem de valor
de labor esse sujeito

Agora nos deixa a sós
com nossas lágrimas
e a saudade no peito
e o que tenho a ofertar

Além destes versos, singelos
tenho o respeito e admiração
por quem tão bem me acolhei
nesta feitura de versos.

Lin Quintino

Luiz Poeta

Querida AMIGA Maria Beatriz...

Até hoje estou triste com o “voo de passarinho” do nosso irmão Carlos Leite Ribeiro. Agora mesmo, deu-me vontade de chorar, porque – desde que o conheço – e lá se vão alguns anos, sempre tivemos um relacionamento fraternal e feliz. Puxa... Tudo que eu diga será sempre pequenino diante da grandeza do Carlos.

Isto dito, minha amiga, peço a Deus, de coração, que a abençoe na continuação do trabalho por ele realizado, e que você abençoe-se abençoando, como ele sempre fez.

Admiro muito tudo que você sempre realizou com tanta dedicação e sensibilidade e tenho certeza de que o CEN está em boas mãos, porque dilui-se numa sublime alma: a sua.

Fique com Deus e muito obrigado pelo seu carinho. Deus a abençoe.
Com o meu melhor “afecto”.

Luiz Poeta – Luiz Gilberto de Barros

Maria Mendes Corrêa

AO IMORTAL CARLOS  LEITE RIBEIRO

 DEUS em sua infinita bondade, deu-nos de presente , neste plano terrestre no dia 05/03/1937, uma pessoa iluminada ,inteligente e repleta de sabedoria: Carlos Leite Ribeiro  ,que encantou ,embelezou e perfumou  como uma bela rosa  nossas vidas e nossos escritos. Eu me lembro quando tudo começou... Fui convidada por Maria Beatriz e logo sua presença impar me cobriu  de incentivos para participar do PORTAL CÁ ENTRE NÓS e  ficamos como uma família, ele o  querido pai, que através de seu dinamismo e competência difundiu com louvor a cultura luso –brasileira . Fomos todos acolhidos , com todo carinho por este grande homem. E então ele, que lia com os  olhos  nossos escritos e  com um coração de ouro, para  que pudesse ver com os olhos e enxergar com a alma de poeta e escritor sábio e puro da alma límpida e cristalina .... O grande presente de Deus em nossas vidas...  Quis o bondoso DEUS que este anjo terreno fizesse agora moradia no Reino Celestial, que hoje entoa hinos de louvor e toca a harpa harmoniosa dos justos que cumpriram sua missão e foram descansar em paz e irradiar luz como as estrelas em noite escura, sem luar...
          Dia 05 de março , CARLOS, você completaria 81 anos e te dizemos que foram  anos de felicidade  por ter este divino presente. Que DEUS te cubra de bênçãos, de luz  e do seu  amor celestial e que ELE possa te embalar nos braços neste sono profundo ...
       Todas as  palavras seriam poucas  para falar de você, então queremos
deixar aqui a nossa mensagem póstuma de aniversário: VOCÊ NÃO MORRERÁ NUNCA EM NOSSOS CORAÇÕES! CONTINUARÁ VIVO EM NOSSA ALMA! NÓS TE AMAMOS! E ESTARÁ EM ESPÍRITO ENTRE NÓS ! OBRIGADA POR TUDO! AMÉM!
         
   Aos parentes e amigos queremos deixar nossos sinceros sentimentos de pêsames e com o coração cheio de amor dizemos que mais uma estrela surgiu no céu ... encante-se com ela, brilhe .... E espalhe seu brilho sobre todos nós ...
   ASSIM SEJA! AMÉM!


Maria Mendes Corrêa



Marina Barreiros Mota
Palmas (TO) - Brasil

Tributo a Carlos Leite Ribeiro

Um menino “Inventado”
Que nasceu com coração brasileiro
Tinha no sangue uma história
E uma geografia
Portugal seu fado
Brasil sua alegria.
Assim foi Carlos...
Um jornalista ímpar
Professor exemplar
Um sorriso constante
Uma luz incessante na alma
Uma singularidade ímpar
Um romântico abençoado.
Por onde estejas será lembrado...
Um coração iluminado
Histórias pitorescas...
Entrevistas brilhantes ...
Surgiu como um diamante
Lapidado para fulgurar na história.
Partiste Carlos
A saudade ainda grita....
Mas não estás sozinho
Nas escadas do seu caminho
Brilha uma luz infinita.


Marina Barreiros Mota


Marina Moreno Leite Gentile
SÃO PAULO (SP) – Brasil

CARLOS LEITE RIBEIRO

sua vida foi um lindo celeiro
na arte de cultivar pessoas,
com seu jeito especial de ser.
  
Com quem temos respeito e gostamos,
o sentimos  que são para sempre.
Você foi a boa semente,
que sempre estará presente.
  
Que susto foi a notícia da sua partida,
foi difícil acreditar.


Marina Moreno Leite Gentile 


Mario Rezende

TRIBUTO AO ILUSTRE CARLOS LEITE RIBEIRO

Em Portugal, como aqui, terras brasileiras,
um rosário de vitórias pela vida alcançou.
Refinado escritor, poeta, homem de letras.
O homem no mundo como tema,
também orgulho e humildade,
inspirou-lhe para bem elaborados escritos.
Os sonhos que sonhou, na verdade se realizaram.
Obrigado por fazer parte do universo literário,
de quem viverás sempre na memória.

Mario Rezende



Márcia Jaber
Juiz de Fora (MG) Brasil
  
TRIBUTO A CARLOS LEITE RIBEIRO

A Carlos Leite Ribeiro,
venho render meu tributo,
que em lume alvissareiro
anjos lhe cantem , sem luto.

Eis que chega ao céu uma alma,
que fez o bem nessa Terra,
pois fez das letras a palma
que frutifica na terra.

Nossa saudade incontida
lhe acompanha à eternidade,
e  teremos, nesta vida,
sua imagem de bondade.


Márcia Jaber de Barros Moreira - Nascida no município do Rio de Janeiro, pertence à UBT- JF (União Brasileira de Trovadores - Juiz de Fora). Economiária aposentada, encontra nas trovas e poesias um bálsamo para a alma e grande prazer no convívio com os demais irmãos poetas, trovadores.




Marcelo de Oliveira Souza,IWA
Salvador (BA) - Brasil


CÁ ESTAMOS NÓS!
  
Cá estamos nós
Órfãos  do criador
Escrevendo com fervor,
Numa inspiração celestial.

Cá estamos nós
Sem tu, sem vós
Carlos Ribeiro partiu
Com homenagem sepulcral.

Cá estamos nós
Do mundo inteiro
De janeiro a janeiro
Sem nosso companheiro
- triste desse Natal!

Cá estamos nós
Refletindo sobre vós
Na sua força de escritor
Com pegada descomunal.

Cá estamos nós
Carlos Ribeiro
Estamos sim,  com vós
Nas letras que deslizam
Inspirados  pelo nosso imortal.

  
Marcelo de Oliveira Souza,IWA -  Escritor e  Organizador do Conc Lit Poesias sem Fronteiras. Blog: http://marceloescritor2.blogspot.com
Instagram: @marceloescritor




Maroel Bispo


ARAUTO DAS LETRAS

Ele adorava caminhar, a passos lentos, na beira daquele mar,
Admirando sempre as belas criações de Deus, até suspirava.
A paisagem campestre o deixa atônito, de tão rara beleza,
E ali, apaixonado pela vida, escrevia seus lindos poemas.
Arauto das Letras e baluarte da Literatura, pura paixão.
Ardia no fundo peito o prazer por na lauda os sentimentos.
Sim, ele semeava poesia e a dispendia, por todo o mundo,
E por meio da Internet, seu incentivo era genial.
Acolhendo novos poetas, quase todos anônimos, sem ter
Onde publicar, sem ter espaço pra poder sonhar.
Carlos Leite Ribeiro, da solidão era amigo e dela poetizava,
E nela se entregava, no intuito de refletir, de se soltar.
Sua ausência aqui não entristece, pois cumpriu sua missão.
Deixou belas sementes em nós, e cativou meu coração.

Maroel Bispo
Editor-chefe da Revista Literária Inversos – ISSN 2527-1857

Maroel Bispo - Graduando em Psicologia pela Universidade Estadual de Feira de Santana – UEFS. Aluno de Iniciação Científica do Núcleo de Estudos e Pesquisas na Infância e Adolescência - NNEPA/UEFS.






Maura Soares
Florianópolis (SC) -  Brasil


ACRÓSTICO EM HOMENAGEM A CARLOS LEITE RIBEIRO
ETERNA SAUDADE

Escuta com atenção
Tenho que te contar
Estou triste, pois
Recebi a notícia que
Notificou o passamento do nosso
Amado amigo CARLOS LEITE RIBEIRO.

Sempre adiante do seu tempo,
A muitos amigos ajudou divulgando seus escritos.
Uns e outros fixaram residência em seu PORTAL.
De todos os amigos CARLOS recebeu o carinho.
Amante das Artes e das Letras,
Desdobrou-se formando uma Rede de
Escritores espalhados pelo mundo, que o amarão sempre.

Profª Maura Soares

20/02/2018



Mônica Serra Silveira

TRIBUTO AO QUERIDO AMIGO CARLOS

“Querida amiga Mônica, seu texto está FORMIDÁVELLLLLLLLLL! Parabéns Bjs Carlos.” Esta mensagem de incentivo e carinho sobre o conto do ET, que deu seguimento à original história de Carlos Leite Ribeiro, foi a última que recebi do meu querido amigo criador do Portal CEN. Ainda me custa acreditar que vou deixar de receber suas mensagens, sempre muito pertinentes e interessantes, trazendo pesquisas sobre assuntos importantes, tanto da história como da atualidade, ou simplesmente amenidades cordiais. Aliás cordialidade era a marca registrada de Carlos. Era inevitável conhece-lo e de imediato não se tornar um amigo dele. Sabia cativar, com sinceridade e gentilezas. É surpreendente como alguém que se viu pessoalmente uma única vez possa se tornar tão próximo!

Tive a honra de ser entrevistada por Carlos Leite Ribeiro. Pouco tempo depois de tê-lo conhecido, por intermédio de minha também grande amiga Vilma Matos. Ao Carlos devo a divulgação de textos e poemas internacionalmente. Algumas vezes tive o prazer de ouvir seu sotaque lusitano por telefone. Graças a ele consegui sentir concretamente um pouco de minhas raízes portuguesas por parte de meus avós, tanto paternos como maternos.

Mas a partida desse amigo querido não o afastará de nós, pois soube como poucos deixar seu legado de cultura e bom exemplo. O Portal CEN é hoje uma brilhante realidade, que os talentos de diferentes países, em especial de portugueses e brasileiros. Querido amigo Carlos, quero dizer-te que Cá Estamos Nós a guarda-lo sempre em nossos corações!


Poema Lusitano - Mônica Serra Silveira - Parabenizado Carlos Leite Ribiro

 Na voz de Pinhal Dias – Março/2010




Noeli Tarachuka
Curitiba(PR) - Brasil

“PORTAL CELESTIAL”

Pouco o conheci, apenas
virtualmente e o admirei
como se fosse pessoalmente.

Fundador e Presidente do
Portal Cen entre Brasil e
Portugual agora amplia seus
horizontes no Plano Celestial.

Com muitas saudades
“CÁ ESTAMOS NÓS”
seus admiradores,

Carlos Leite Ribeiro
recebe as homenagens
dos Portugueses e Brasileiros.


Noeli Tarachuka - artista plástica e poetisa, participou de várias exposições de arte com seus trabalhos em op art, participando também com seus poemas publicados na  Revista Virtual Cultural Carlos Zemek, no blog Bondinho dos Livros, Antologia Virtual do Portal CEN,  Revista eisFluências e também teve um de seus poemas declamado no Recital Poético na 36ª Semana Literária do Sesc & Editora UFPR.




Odenir Ferro 

TRIBUTO AO ILUSTRÍSSIMO DOUTOR PROFESSOR
CARLOS LEITE RIBEIRO

Fico por aqui, sem querer despedir-me, pois os ciclos da vida, assim penso, é um constante ir e vir. Fico imaginando as luzes vindas ao final do túnel, onde possamos viver as experiências mais incríveis – quando abandonamos mais um ciclo de vida – para reencontrarmo-nos novamente com a plenitude e a segurança repleta de paz e de amor, que se concentra nos parâmetros incógnitos da Eternidade! Poder ter cumprido uma missão tão belíssima quanto o Senhor Mestre Carlos Leite Ribeiro, a qual, tão laborioso e árduo, a construiu por aqui, nos deixando um Patrimônio Cultural Riquíssimo que o ajudou a transpor-se em Espírito para o Portal da Eternidade, alcançando as graças do Paraíso Eterno. Sinto ser intraduzível em palavras o quanto emocionante deve estar sendo, esta nova vivência, plena de fé, amor, em escala de novos aprendizados plenos de altíssima espiritualidade...
Fico imaginando as glórias mais sublimes ao reencontrarmo-nos com os nossos entes queridos que já se foram antes de nós... Que amor sublime, que maravilha espetacular deve ser...
- É com todos os superlativos e adjetivos possíveis de se combinarem entre si, para formarem um “know how” de palavras com as quais posso então expressar-me, para dizer ao Mundo, o quanto percebo ser eternamente uma Personalidade Notável de expressiva carga Cultural para o Planeta Terra: este nosso magnífico e Imortal Doutor Professor CARLOS LEITE RIBEIRO!
- Sinto que é notável que um Coral de Anjos está fazendo festa no Céu, com o seu retorno por lá... Deus te abençoe e muitíssimo obrigado por Tudo meu querido e Imortal mestre e Professor!


Odenir Ferro - Escritor, Poeta, Embaixador Universal da Paz! Embajador del idioma Español (nomeado por La Fundación César Egido Serrano e el Museo de La Palabra)





Oliveira Caruso
Niterói (RJ) – Brasil

FLECHADA NO PEITO

Conheci um cidadão
lusitano de nascimento,
mas lusófono de coração
chamado Carlos Leite Ribeiro.
Não o conheci pessoalmente,
o que é fruto certamente
dos tempos hodiernos
da tecnologia nossa.

Chegamos a interagir
com razoável frequência
há uns anos, quando eu soube
que o colega residira no meu Rio,
no bairro de Vila Isabel, que conheço
bem de fato, próximo a meu labor,
o que nos aumentou decerto
a identificação recíproca
na rica conversa nossa.

Ademais, torcedor
do Football Club do Porto
e, depois, do meu Vasco da Gama,
clube de origens lusitanas no Rio
enquanto em mim o inverso
se dava decerto.

Carlos Leite Ribeiro,
incansável pesquisador,
literato e desbravador nato,
infaustamente não mais
se encontra entre nós.

A morte do baluarte
é mesmo como u'a flecha -
justo como o formato destas
estrofes que construí no momento -
atinge todos nós certamente,
o que nos traz a vil gelidez
da surdez da dor-mor!

A tarja preta é o luto
do cidadão comum do mundo,
mas, para o poeta, o luto se apresenta
como a página em branco, alva
como o alvo no peito.

17-2-18 

Oliveira CarusoCarioca radicado em Niterói (RJ). Servidor público do Estado do Rio de Janeiro, advogado, administrador e estudante de Letras. Presidente da Academia Brasileira de Trova, Diretor Cultural e Financeiro da Academia de Letras e Artes de Paranapuã e membro de outras Academias no Brasil e no exterior. Membro ademais de grupos virtuais literários no whatsapp. Desde 15 de setembro de 2008: lançou 47 concursos literários e antologias (virtuais e impressas); participou de 77 antologias impressas e 144 antologias virtuais; prefaciou e prefaciou / apresentou 20 obras alheias após convidado; realizou 115 entrevistas virtuais com literatos; desenvolveu artesanalmente 27 livretos de poemas, sendo que 1.859 exemplares já foram distribuídos; obteve 225 prêmios em concursos literários e realizou 672 indicações de colegas a academias, prêmios, editoras e grupos virtuais de literatura.





Pinhal Dias

Carlos Leite Ribeiro – homenageado por Pinhal Dias em agosto de 2007




Pedro Pires Bessa

UM IRRADIADOR DA LITERATURA

Carlos Leite Ribeiro
Nome profusamente distribuidor de Literatura
Por infinitos aspectos
Ele próprio, um criador literato
Exuberante, profundo, em todos os gêneros
Em centenas e centenas de textos
Mais admirável de tudo
Valorizador, difusor universal
De milhares e milhares de produções
De textos de vários autores e autoras
Por vinte anos, Presidente do Portal CEN
Inundando o mundo, em aspectos mil
Da Literatura Lusófona, sua arraigada paixão
Todos nós, beneficiados pelo Portal CEN
Temos de gritar sempre duas palavras
Para o imortal Carlos Leite Ribeiro
Parabéns, parabéns, obrigado, obrigado.

  
Pedro Pires Bessa - de Divinópolis, MG, Brasil, nascido em 1940 – Doutor em Teoria Literária e Pós-Doutor em Literatura Comparada pela UFRJ – Mais de 30 livros publicados – Mais de 100 artigos científicos em periódicos nacionais e internacionais – Publicadas mais de 700 crônicas literárias – Professor Aposentado da Universidade Federal de Juiz de Fora, (UFJF) – Membro de várias academias e instituições culturais – Pesquisa atual individual em Crítica, Crônica Literárias e Poesia.



 


Reny Lima
Brasília (DF) - Brasil


TRIBUTO AO POETA CARLOS LEITE RIBEIRO

     Amigo e amante das letras, com sua pena encantada, fazia a grande poesia  em seu coração fazer morada.

     Em sua  esplêndida jornada, deixa um legado  imortal, portal CEN  “Cá Estamos Nós”, que uniu poetas de Portugal e Brasil.

     O poeta de além-mar, que gostava de passear na orla de Copacabana, partiu nos deixando a saudade, mas  nunca será esquecido, pois com seu amável sorriso e um coração cheio de amor pelas palavras e escrita, deixa um vasto caminho cheio de flores sem espinhos para seus  seguidores.

      Agora no céu de estrelas brilhantes  a estrela maior “ Carlos Leite Ribeiro” que de seu recanto  de descanso observa  o mundo inteiro, inspirando seus seguidores, a escrever seus amores, tristezas e alegrias.

      Descanse  amigo guerreiro, que conseguiu alegrar com seu jeito festeiro o coração de todos que um dia o conheceram.
  
20/20/2018



Reny Lima Untone - ( Reny Lima), nascida em Brasília-DF, Brasil. Formada em letras inglesa e portuguesa e suas respectivas literaturas pela faculdade (Multieducativa em Brasília-DF). Formada em técnica de enfermagem pela Escola Técnica de Saúde de Brasília DF, profissão escolhida por amor. Amante das letras, e escritora amadora assim o é, pois o aprendizado é interminável.



Ricardo De Benedictis
Poções, Vitória da Conquista (BA) – Brasil

CARLOS LEITE RIBEIRO
In Memoriam

Homenagem ao grande benfeitor das Artes, criador e mantenedor do PORTAL CEN – Cá Estamos Nós – Marinha Grande - Portugal

Carlos Leite Ribeiro,
Inesquecível obreiro
Nascido no Além-mar.
Suas asas de Condor
Vão levá-lo onde for
Melhor pra descansar!

Antes do combinado
Literato encantado
Teimas em nos deixar.
E órfãos do mundo inteiro
Recordam do pioneiro
Com muito amor a orar!

Portal CEN que criaste
Memória que deixaste
Pra nos servir de guia,
É como o pai e o filho
Que o leva sobre o trilho
Na afeição mais sadia!

Adeus, adeus, confrade,
Deixaste aqui u’a grade
Tuas pérolas contendo...
Sinto mor gratidão
Dentro do coração
Que sofre e está doendo!

Sempre serás lembrado
Parte do meu passado
E de milhares de ‘eu...s’,
Que vivemos aqui,
Sempre amados por ti
Que, enfim, estás com Deus!

Ricardo De Benedictis



Rita Rocha
Santo Antonio de Pádua (RJ) - Brasil

ANIVERSÁRIO NO CÉU
  
Amigo Carlos Leite Ribeiro
que passou por esta vida,
deixa legado alvissareiro,
p´la literatura absorvida!

Sempre gentil e generoso
unificando vários mundos;
visto ser de teu bom gosto,
os augúrios mais profundos.

Celebremos com alegria
teu ANIVERSÁRIO lno céu;
sempre em tua  companhia
nunca estaremos ao léu...

Você continua tão vivo
tão presente aqui no CEN,
nestes versos de  improviso,
vai abraço meu também!


Rita Rocha




Sarita Barros

CARLOS LEITE RIBEIRO

Poeta no verdadeiro sentido da palavra.  Sonhador e realizador. Construiu a mais bela ponte entre continentes, unindo povos da língua portuguesa. Trabalhador incansável em prol da cultura lusófona.

Pensei que seria eterno como sua obra o será. Não. As ninfas, graças e musas o levaram para além dos mares e céus de Portugal. Cedo demais em minha opinião, mas quem sou para opinar? Correspondemos-nos desde o tempo do Birgolino (seu primeiro computador). Trocamos piadas, poemas, contos, crônicas e cartas. Éramos amigos.

Esta é minha última participação. O CEN perdeu sua alma. Para mim agora é casa abandonada, jardim sem jardineiro, partitura guardada sem ter quem a transforme em melodia.
  

Sarita Barros




Sonia Nogueira
Fortaleza (CE) - Brasil


TRIBUTO AO PRESIDENTE DO PORTAL CEN
CARLOS LEITE RIBEIRO

             Conheci O Portal CEN, Cá Estamos Nós, através do convite da Varenka de Fátima convidando-me a participar do site do grande escritor e pesquisador Carlos Leite Ribeiro, Fundador e Presidente desse majestoso portal. A condição seria responder uma entrevista. Fui aceita. A partir daí, durante quatro anos, enviava meus textos, em prosa ou em versos para esse portal com destaque internacional.

             Carlos Ribeiro era pesquisador, atento e assíduo, com temas variados. Li muito dos seus textos e em cada leitura, a bagagem de informações aumentava meu conhecimento. Não me lembro de todos os temas, mas eram de imensa utilidade para os que apreciam informações sadias. Seus contos eram engraçados e a cada leitura eu ria pela valiosa criação de suas ideias literárias.

              Carlos Ribeiro esteve aqui na bela cidade de Fortaleza, recebeu titulo de Membro Honorário, pela Academia de Letras dos Municípios do Estado do Ceará. Era um homem de sorriso largo, acolhedor que conquista amigos.

             A literatura perdeu o grande pesquisador, mestre educador, e escritor por ter subido para outra dimensão, no dia 26 de janeiro, de 2018. Completaria no dia 05 de março 81 anos. Levou suas ideias para lê no alto. Sua voz, no entanto, será eterna através da imortalidade da palavra.

Descanse em paz Carlos Ribeiro Leite.


Sonia Nogueira – Educadora graduada em História, Estudos Sociais, pós-graduação Planejamento Educacional, Língua Portuguesa e Literatura – Membro em quatro academias e duas associações literárias. Publicou 13 livros, coautora em  74 antologias sendo 14 no Chile, uma na Espanha, duas na França, uma em inglês.  Agraciada com 13 troféus, 12 medalhas, 26 menções honrosas, duas comendas: Castro Alves e Luiz Vaz de Camões.  Publica textos em revistas e sites diversos, impressos e virtuais. Afirma que a educação é chave propulsora do progresso de uma nação tendo eu sua base à família, escola sociedade.




Tereza Cristina Gonçalves Mendes Castro
São Paulo (SP) – Brasil


CARLOS LEITE RIBEIRO
In memorian
  
Carlos amigo era, poeta era, vivia numa aquarela livre.
Amava a vida, as letras, o nosso Planeta.
Refugiava-se na Marinha Grande,
Levou n’alma a alegria da vida.
Onde Deus algum pouco tempo o chamou.
Saudades sentiremos e ainda haveremos de continuar poetizar.

Levou a criação do Portal Cá Estamos Nós,
Escrevi a ele por intermédio do amigo Roberto Del’Secchi,
Imaginei a vida eterna,
Tantos anos de convívio, com grandes e preciosos amigos.
Esperança dos filhos continuarem as trilhas, coisas de família.

Representando o Portal Poético, a querida amiga Maria Beatriz,
Indo buscar atitudes de mudanças, e nas
Brasilidades e palavras lusitanas,
Espalha-se ao mundo uma nova alegria.
Integrando poetas de n nacionalidades,
Refletindo a esperança de novos autores, sejam apenas escritores,
Ou outros, como professores. Parabéns e muito obrigada meu amigo.
  
Tereza Cristina Gonçalves Mendes Castro

São Paulo, 20 de fevereiro de 2018.



Thais Arrighi
São Paulo (SP) - Brasil

CARLOS LEITE RIBEIRO...

Como é difícil entender a vida
Como é pior aceitar a morte!
Um amigo se foi...
Nosso zelador de sonhos
Um escritor, um poeta!
Sábias, pequenas ou
Grandes palavras que
Compunham sua literatura...
Do seu jeito próprio de ser
E a fazia percorrer por este
Mundão a fora... E
Assim te conheci!
Hoje a poesia chora...
Seus escritos sentem a
Sua falta e seus amigos...
Saudade!
Quero apenas que você
Tenha um lugar bem acolhedor
Nesse novo mundo sem dor!
Compreendo agora alguém
Significar tanto quanto você
Neste paraíso chamado poesia!
Mas vamos guardar sua imagem
No fundo do coração... E quando
A saudade aumentar...
Saberemos onde te encontrar!
Descanse em paz amigo querido
Como é difícil dizer...
Adeus!


Thais Arrighi - Professora por profissão e escritora pelo coração, vejo na poesia uma porta aberta para o mundo, como veículo da cultura tão carente em nosso planeta em forma de amor! Resido em São Paulo, Brasil e sinto-me honrada em ser também colaboradora deste maravilhoso Portal CEN participando das antologias que fazem parte da minha existência! São Paulo- Março 2018.




There Válio
 Pilar do Sul  (SP) – Brasil

TRIBUTO AO ESCRITOR CARLOS LEITE RIBEIRO

O mundo das letras ficou triste e carente
Carlos Leite partiu para o além,
Deixou um legado de obras e exemplos
Que em nossa memória ficará para sempre,
E jamais sua história esquecida será.
Eu o conheci há pouco tempo e senti
Que a sua ausência vai fazer muita falta,
Pois em pouco tempo aprendi a gostar
Dessa pessoa humana morador de outras águas,
Mas que conseguiu meu coração conquistar.
Apesar de vivermos tão longe um do outro,
De maneira virtual nossa amizade foi selada,
E parecia que já nos conhecíamos de longa jornada.
Por pouco tempo o conheci e valeu a pena
Após ser convidada por ele e com muita honra,
De duas antologias com felicidade participei.
Também tive a honra de receber pra eu ler,
Várias historinhas que Carlos Leite escreveu;
A história de sua neta “O sonhos de Sofia”
Nas minhas anotações eu o parabenizei.
Enfim pelo pouco tempo que o conheci,
Boas lembranças desse poeta irei guardar,
E o mundo literário jamais o esquecerá.
E o meu tributo e a minha gratidão...
É a homenagem que a esse homem de além mar...
Carlos Leite Ribeiro, aqui do Brasil quero oferecer!

Therezinha Aparecida Válio Corrêa -  (There Valio), nascida em Pilar do Sul/SP. Coautora em várias antologias e coletâneas e também de história infantil. Autora dos livros “O Amuleto do Casarão Amarelo (2016) e Fragmentos (2017).Membro do site dos Poetas Del Mundo, participa do site Recanto das Letras. Membro efetivo da APOLO-Academia Poçoense de Letras e Artes, de Poções, Bahia, titular da cadeira de número 26. Membro do Clube Literário e Artístico Nascente das Águas de Pilar do Sul (CLANA), do site Sorocult de Sorocaba/SP,da Literarte- Associação Internacional de Escritores e Artistas e da PEAPAZ (Poetas e Escritoresdo Amor e da Paz).





Virgínia M. Neves Maciel
Lajinha  (MG) - Brasil
  
DEIXOU-ME SUA ALEGRIA

Em cada mensagem, encontrei testemunho
 Da sua grandeza e sensibilidade aguçada,
 Escreveu o que lhe veio do íntimo,
Palavras imbuídas de exortação ao amor e a vida.
Sempre com devoção gotas de sabedoria liberou
Paras as gerações, em mais de uma ocasião,
 A única forma e refúgio de rebelião contra o momento...
Desconfiou do poder dos poderosos,
E das tuas próprias ambições.
Um homem que por onde passou, saudades deixou
 E perolas em forma de palavras espalhou
Em seus pensamentos mais profundos.
O adeus é contingência da vida!
Todos tem que partir, mais cedo ou mais tarde,
Cada um tem um caso à parte,
Porém pouca deixa em nós
marcas tão profundas de alegria.


Virgínia M. Neves Maciel



"Saudade é o amor que fica!"


6 comentários:

  1. Uma homenagem magnífica, eterna e mais que merecida...
    Que Deus continue a iluminar sua mente brilhante...
    Que nossa saudade seja sempre repleta de gratidão
    e sentimentos de alegria...
    Jacó Fiolho

    ResponderExcluir
  2. Significativa homenagem ao amigo das letras, Carlos Leite Ribeiro, que fez uma Ponte-Literária unindo várias línguas, poetas e poemas, com um único objetivo, difundir a CULTURA, além das fronteiras portuguesas...
    Que tenhamos esperança de que essa PONTE continue firme, pois seu arquiteto fixou em bases sólidas os pilares do CEN!
    Abraços Maria Beatriz e demais amigos deste Portal!

    ResponderExcluir
  3. Significativa homenagem ao amigo das letras, Carlos Leite Ribeiro, que fez uma Ponte-Literária unindo várias línguas, poetas e poemas, com um único objetivo, difundir a CULTURA, além das fronteiras portuguesas...
    Que tenhamos esperança de que essa PONTE continue firme, pois seu arquiteto fixou em bases sólidas os pilares do CEN!
    Abraços Maria Beatriz e demais amigos deste Portal!

    ResponderExcluir
  4. A Lusofonia ficou mais pobre, todavia como diz a ditado: os homens passam a obra fica. Por isso eu quero aqui deixar também o Meu sentido pesar pela partida definitiva do Amigo Carlos Leite Ribeiro. Que Deus o tenha na sua Eterna Glória!
    Silvino Dos Santos Potêncio - Delegado CEN em Natal/Brasil

    ResponderExcluir
  5. Tentei escrever, mas não consegui. Não consigo expressar meus sentimentos quando eles estão tão profundos, de onde não conseguem sair. Peço desculpas, não ao amigo que partiu, pois sei que ele consegue me entender. Peço desculpas aos amigos que conseguiram expor aqui, com tanta beleza, os seus sentimentos. Quem sabe, quando eu sair deste casulo, eu consiga escrever. Ele merece tudo, todas as homenagens, mas infelizmente ainda está preso aqui dentro de mim e eu não posso dizer. Fiquem todos na paz, porque ele, o nosso amigo já construiu a sua e nela já está vivendo.

    ResponderExcluir
  6. Meu amigo querido!
    Às vezes é necessário assistência por motivos inexplicáveis na rede social.Sumi pela maldade humana,em fazer dos meus sonhos velhos retalhos sem proveito. Alguém impediu__me que desse continuidade
    Ñ posso explicar o motivo.Um dia te conto.bjs em todos
    Graça Baêta A verdadeira ""

    ResponderExcluir